18 de julho de 2009

Noções Básicas

Como começar no hobby?

Para quem deseja iniciar a prática do Plastimodelismo é importante levar em conta alguns aspectos fundamentais.
Inicialmente, é um hobby que demanda algum tempo, habilidade e investimento. Quando um destes elementos não está disponível, o resultado final certamente será prejudicado.

Noções básicas

Objetivos do Plastimodelismo
O objetivo primordial em se ter um hobby é o de utilizar o tempo livre de forma agradável e relaxante. No Plastimodelismo este tempo é também usado de forma construtiva visto que a reprodução de modelos em escala requer bastante criatividade e pesquisa na busca da fidelidade ao elemento original.

Tipos de Modelos:
a - Kits injetados: Os mais comuns no mercado, compostos de peças de poliestireno moldadas através da injeção do material em moldes industrializados.
b - Kits vac-form: Moldados a partir de chapas de poliestireno aquecidas. Requerem um maior trabalho na execução pois as peças precisam ser removidas da placa e preparadas antes de iniciar a montagem propriamente dita.
c - Kits em resina: Moldados em geral em formas de borracha de silicone a partir de matrizes esculpidas. Tem em geral o custo mais elevado e a produção em pequena escala. Muito utilizados para conversões de modelos injetados.
d - Kits multimedia: Combinam duas ou mais das alternativas anteriores, muitas vezes incluindo também peças em metal e são indicados para modelistas mais experientes, pois muitas vêzes requerem também a construção de partes.

A escolha do modelo
Certamente a atração maior por um tema ou outro é a base da escolha, mas elementos tais como a complexidade do kit e a disponibilidade de espaço devem ser levados em conta ao decidir por um ou outro modelo quando se pretende iniciar uma coleção.
Também se deve ter em mente que os primeiros trabalhos certamente não irão atingir um grau de acabamento elevado justamente por este estar diretamente ligado à experiência do modelista, a habilidade adquirida e o instrumental utilizado, não devendo portanto este fator ser desestimulante para a continuidade do hobby.

Instrumentos básicos para a construção de modelos
A maioria dos equipamentos necessários podem ser encontrados dentro de casa servindo à funções diversas. Outros tantos podem ser adquiridos com facilidade com baixo custo no comércio regular. Para os mais específicos as lojas de modelismo podem contribuir com inúmeras opções.
Para a montagem básica de um modelo são necessários:
- Cola para Poliestireno
- Fita adesiva (durex)
- Lixas d’agua (granaturas 320, 400, 600, 1000)
- Lima de metal
- Tesoura
- Pinças pequenas (pontas chatas e finas)
- Massa plástica tipo "putty"
- Tintas e pincéis diversos (largos e finos)

Sugestões para o processo de montagem
- Estude o modelo antes de iniciar qualquer remoção de peças das barras.
- Remova as peças por etapas de montagem procurando ajustá-las antes de proceder a colagem.
- Execute sub-montagens e permita a perfeita cura da cola antes de prosseguir.
- Procure verificar a necessidade de pintura de partes que possam ter seu acesso dificultado na montagem final antes de seguir com sua instalação.
- Observe o alinhamento das partes durante a colagem e ajude a fixação com fita adesiva para minimizar as frestas entre as peças.
- Aplique cola com moderação nas áreas a serem coladas evitando que esta escorra para as superfícies do modelo e as danifique.
- Não utilize cola de poliestireno ou cianoacrilato nas peças transparentes pois o dano pode ser permanente. Para estas utilize cola a base de PVA (cola branca).
- Faça os reparos necessários onde ocorram frestas utilizando massa plástica e após a completa cura desta, realize o acabamento com lixas d’agua.
- Limpe o modelo com detergente e água antes de iniciar a pintura, retirando assim a gordura do manuseio durante a montagem.
- Finalmente, NÃO TENHA PRESSA! Quanto mais tempo gasto na preparação das partes e no processo de montagem, melhor será o resultado de seu trabalho.

Fonte: hobbycraft

Nenhum comentário:

Postar um comentário